31 de jul de 2011

Esta Semana - Livro de Salmos !! Maravilhoso!

Este livro é especial para mim, pois desde muito pequena ouvia minha familia orando os salmos com muita fé e amor............

Livro de Salmos

Constitui-se de 150 capítulos, "cânticos e poemas" que são o coração do Antigo Testamento, é a grande síntese que reúne todos os temas e estilos dessa parte da Bíblia, utilizados pelo antigo Israel como hinário no Templo de Jerusalém, e hoje são utilizados como orações ou louvores, no Judaísmo, no Cristianismo e também no Islamismo (o Corão refere os salmos como "um bálsamo").
Tal fato, comum aos três monoteísmos semitas, não tem paralelo, dado que judeus, cristãos e muçulmanos acreditam nos Salmos que foram escritos em hebraico, depois traduzidos para o grego e latim.

A autoria da maioria dos salmos é atribuída ao "Rei Davi", o qual teria escrito pelo menos 73 poemas.
Asafe é considerado o autor de 12 salmos.
Os filhos de Corá escreveram uns 09 salmos e o
Rei Salomão ao menos 02 salmos.
Hemã, com os filhos de Corá, bem como Etã e Moisés, escreveram no mínimo um cada.
Todavia, 51 salmos seriam tidos de autoria anônima.

O período em que os salmos foram compostos varia muito, representando um lapso temporal de aproximadamente um milênio, desde a data aproximada de 1440 a.C., quando houve o êxodo dos Israelitas do Egito até o cativeiro babilônico, sendo que muitas vezes esses poemas permitem traçar um paralelo com os acontecimentos históricos, principalmente com a vida de Davi, quando, por exemplo, havia fugido da perseguição promovida pelo rei Saul ou quanto ao arrependimento pelo seu pecado com Bate-Seba.

Os salmos acabaram por constituir um hinário litúrgico para uso no templo de Jerusalém, do qual transitaram quer para a sinagoga judaica, quer para as liturgias cristãs.

Os salmos são também poesia, que é a forma mais apropriada para expressar os sentimentos diante da realidade da vida permeada pelo mistério de Deus, o aliado que se compromete com o homem para com ele construir a história.
É nosso Deus participando da luta pela vida e liberdade.
Dessa forma, os salmos convidam para que também nós nos voltemos com atenção para a vida e a história.

O livro dos Salmos é um dos mais citados pelos escritores do Novo Testamento.
O próprio Senhor Jesus orava os salmos, e sua vida e ação trouxeram significado pleno para o sentido que essas orações já possuíam.
Depois dele, os salmos se tornaram a oração do novo povo de Deus, comprometido com Jesus Cristo para a transformação do mundo, em vista da construção do Reino.


Salmo de Hoje:

"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores".

(Salmos 1:1)














19 de jul de 2011

Mensagem do dia !!


Um Abraço,
Fátima Freguglia

18 de jul de 2011

Um Canal de benção !!!

Amigos (as),


Este Blog tem sido um Canal de benção para muitas pessoas, de diversas cidades e até paises; 
Recebo muitos e-mails e isto aumenta a minha convicção de que a Internet  realmente é a maneira mais rápida de
se relacionar, divulgar, informar, e levar a
" Palavra Viva do Senhor"
a todas as pessoas que conheça ou não as escrituras sagradas"; pois a cada e-mail recebido, meu coração se enche de alegria de estar servindo ao nosso Deus.

Mas é claro que no mundo passaremos por aflições, angústias, dores, mas temos que lembrar de como Jesus nos ensinou "  NÃO TEMAS, EU VENCI O MUNDO" temos que ser fortes e perseverar em todas as batalhas, pois somos mais do que vencedores.

Também sabemos que o Amor de Deus por nós, não pode ser descrito, medido ou se quer imaginado,  porque é Infinitamente superior a nossa capacidade humana.

Por este motivo quero deixar uma mensagem, que servirá de resposta a todos os e-mails que recebo com inúmeras situações, testemunhos e experiências na vida cristã:

" Por mais que as pessoas (seres humanos) nos magoam, enganam, traem e cometam erros,  mesmo sendo elas,  familiares, parceiros, filhos, amigos(as) e principalmente pastores e irmãos em cristo, 
 mesmo assim  "NÃO PERCAM A FÉ, A CONFIANÇA E O AMOR",  pois o Senhor está do seu lado, lutando para que todas as situações sejam resolvidas e/ou solucionadas, muitas vezes não como queremos, e sim como Ele determina, e podem ter certeza de que, todas as adversidades que vivemos são pequenas, perto das grandes vitórias que Deus tem para nós."

A decepção faz parte da nossa natureza, creio eu que talvez porque ainda confiamos no homem, e nos esquecemos que a Bíblia Sagrada nos ensina:

**Em qualquer tempo em que eu temer,
confiarei em ti.**

(SOMENTE EM TI "JESUS", nosso Refúgio e Fortaleza )

Que o sobrenatural do Senhor se realize na sua vida nesta semana abençoada !!!


Um abraço a todos,

Fátima Freguglia


11 de jul de 2011

Esta Semana - Livro de Jó !!

Amados (as),

Após 03 semanas de intervalo, estou retornando o nosso estudo do livros da Biblia Sagrada, para nosso conhecimento, creio que o Senhor estará nos abençoando nesta leitura e aprendizado.

O Livro de Jó ou Job é um dos livros sapienciais do Antigo Testamento e da Tanakh, vem depois do Livro de Ester e antes do Livro de Salmos. É considerada a obra prima da literatura do movimento de Sabedoria. Também é considerada uma das mais belas histórias de prova e fé. Conta a história de Jó, onde o livro mosta que era um homem temente à Deus e o agradava

 

As inúmeras exegeses presentes neste livro são tentativas clássicas para conciliar a coexistência do mal e de Deus (teodicéia). A época em que se desenrolam os fatos, ou quando este livro foi redigido, é controverso. Existe uma famosa discussão no Talmud a este respeito.

A autoria de Jó é incerta. Alguns eruditos atribuem o livro a Moisés. Outros atribuem a um dos antigos sábios, cujos escritos podem se encontrados em Provérbios ou Eclesiastes. Talvez o próprio Salomão tenha sido seu autor. O livro de Jó também é considerado o livro mais antigo da Bíblia, mais até que o livro de Gênesis.

O tema central do livro de Jó não é o problema do mal, nem o sofrimento do justo e inocente, e muito menos o da "paciência de Jó", mas a natureza da relação entre o homem e Deus, em oposição à teologia da retribuição[1].


Como Jó, na época do Exílio na Babilônia, o povo de Judá tinha perdido tudo: família, propriedades, instituições e a própria liberdade, o que exigia uma revisão da teologia da retribuição[1].


Para conseguir sua intenção, o autor usa uma antiga lenda sobre a retribuição (1,1-2,13; 42,7-17), omitindo o final (42,7-17) e substituindo-o por uma série de debates que mostram o absurdo da teologia da retribuição, incapaz de atender à nova situação (3,1-42,6)[1].

Aspecto importante do livro é que Jó faz a sua experiência de Deus na pobreza e marginalização. A confissão final de Jó - "Eu te conhecia só de ouvir. Agora, porém, meus olhos te vêem" (42,5) - é o ponto de chegada de todo o livro, transformando a vida do pobre em lugar da manifestação e experiência de Deus. A partir disso, podemos dizer que o livro de Jó é a proclamação de que somente o pobre é apto para fazer tal experiência e, por isso, é capaz de anunciar a presença e ação de Deus dentro da história[1].



Uma semana com muitas lições de Fé, amor, fidelidade á Deus..

Um beijo,









9 de jul de 2011

* Um Final de Semana de benção!

Quando confiamos somente em Jesus Cristo, somos tremendamente fortalecidos pela sua glória, mas quando confiamos nos homens nos decepcionamos sempre, pois somos imperfeitos, pecadores, e o ÚNICO que nos ama de verdade é o SENHOR.



Um Abraço com carinho,

*Pesquisar este blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...